Sérgio Reis fatura o Grammy Latino 2014 de “Melhor Álbum de Música Sertaneja”

Na última quinta-feira (20), foi realizada em Las Vegas, nos Estados Unidos, a cerimônia de entrega do Grammy Latino 2014. Sérgio Reis venceu a categoria de “Melhor Álbum de Música Sertaneja”, com o álbum “Questão de Tempo”. Foi a terceira vez que Serjão faturou o troféu, que havia conquistado anteriormente nos anos 2000 e 2009.

A produção musical do álbum foi de Orlando Baron. A música “Questão de Tempo”, uma das 11 faixas do disco, tem a participação de Moacyr Franco, que também é compositor da música.

Questão de tempo:

Também concorreram como melhor álbum da música sertaneja, as duplas Chitãozinho & Xororó com o disco “Do Tamanho do Nosso Amor”, Rick & Renner com “Bom de Dança vol.2”, Victor & Leo com “Viva por Mim”, além da cantora Paula Fernandes com “Um Ser Amor (Multishow ao vivo)”.

No ano passado, tive o prazer de fazer uma entrevista com o Sérgio Reis, na qual ele comentava sobre o recente lançamento do disco “Questão de Tempo”, que mais tarde, seria contemplado como o melhor álbum da música sertaneja pelo Grammy Latino 2014.

CONFIRA ABAIXO:
Aos 73 anos de vida e com muita história para contar, Sérgio Reis é um dos maiores nomes da história da música sertaneja. Sérgio Bavini, mais conhecido como Sérgio Reis, é referência para grandes nomes da música sertaneja.

Neste ano, o cantor lança para todo o Brasil, o CD “Questão de Tempo”, seu primeiro álbum em estúdio, após 10 anos. O novo trabalho de Sérgio Reis contém 11 faixas que retratam a suavidade e simplicidade do músico, enriquecidas de conteúdo que marcam as letras de todas as canções.

Em uma entrevista que mais parecia uma conversa entre amigos, Sérgio Reis falou de seu novo trabalho, do atual mercado sertanejo, além do sonho de gravar um CD em homenagem ao seu pai.

Um dos destaques deste CD é a música “Fazenda Paraíso”, de composição de Victor Chaves, que faz dupla com Leo. “Pedi pra ele algo que não precisava ser extraordinário, mas, doce. Parece que ele escreveu a história dele, sabe? É um relato muito verdadeiro, de um menino que lutou tanto… E, agora ele tem uma fazenda que pode chamar de paraíso”, disse Sérgio, com tom de padrinho (que é de fato).

Ligado em tudo que acontece no mundo da música, o cantor não poupou elogios e enalteceu a nova guarda da música sertaneja. “Tem muita gente boa no mercado. Gosto muito de ouvir Luan Santana, Gusttavo Lima, Guilherme & Santiago, Cezar & Paulinho, Victor & Leo, Bruno & Marrone e Paula Fernandes, por exemplo”.

Sérgio também comentou sobre a mistura de ritmos que a música sertaneja sofreu recentemente com outros estilos musicais. “O sertanejo recebeu influências de outros gêneros musicais, como a nordestina em que o povo gosta de dançar. Essas músicas como o ‘funknejo’, o ‘arrocha’, por exemplo, fizeram sucesso em função disso. Sucesso temporário, elas não ficam para sempre”, disse.

Sérgio ainda revelou o sonho de no próximo ano fazer uma homenagem ao seu pai e gravar um CD cantando samba. “Vou fazer um CD de seresta no Rio de Janeiro/RJ e quero convidar alguns artistas como Zeca Pagodinho e Maria Bethânia para abrilhantar esse projeto”.

SÉRGIO REIS
Nascido em São Paulo/SP, em 1967 escreveu sua primeira canção de grande sucesso “Coração de papel”. Cinco anos depois, gravou seu primeiro disco de música sertaneja com destaque para a música “Menino da gaita”.

Desde então, foi um sucesso atrás do outro. “Menino da porteira”, “Adeus Mariana”, “Disco voador”, “Panela velha”, “Filho adotivo”, “Pinga ni mim” e várias outras canções explodiram no país todo. Seu disco “O Melhor de Sérgio Reis”, lançado em 1981, vendeu mais de um milhão de cópias.

De acordo com o próprio Sérgio Reis, são 54 anos de carreira e 104 CD’s entre lançamentos e reproduções.

HOMENAGEM
Sérgio Reis prestou uma homenagem a Roberto Carlos, com o CD intitulado “Nossas canções”, em 2002. Na oportunidade, o cantor interpretou músicas gravadas pelo Rei Roberto Carlos, de autoria deste em parceria com Erasmo Carlos e de outros compositores.

Um ano depois, Sérgio Reis gravou seu primeiro DVD, intitulado “Sérgio Reis e filhos – violas e violeiros”. E, como o próprio título diz, “Serjão” teve seus filhos como músicos na apresentação.

Outro importante marco na carreira do cantor sertanejo aconteceu em 2010. Para comemorar os mais de 40 anos de parceira, Sérgio Reis e Renato Teixeira lançaram o álbum CD e DVD “Ao vivo Amizade Sincera”, que reuniu clássicos da música sertaneja.

ATOR
Sérgio Reis também atuou como ator em seis novelas. Na novela “O Rei do Gado”, da Rede Globo, o personagem de Sérgio Reis fazia uma dupla sertaneja com o personagem de Almir Sater, e a dupla era denominada “Pirilampo & Saracura”, tendo gravado, inclusive, músicas para a trilha sonora.

Diego Vivan
Diego Vivan
Assessor de Imprensa – Diego Vivan www.estrategicassessoria.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *