Por trás das cortinas: A falta de cor entre o público e o palco

Existe uma cortina sem cor, escura e sem brilho entre o público e o palco onde o artista se apresenta. E, atrás dessa cortina, acontecem cenas de bastidores que fãs nenhum podem imaginar que o seu “ídolo”, na qual é tanto admirado, seria capaz de promover.

Admito também, que muitas vezes a própria produção e assessoria acabam sendo muito mais artista do que o próprio cantor ou cantora. Mas, isso também só acontece quando é dado confiança e crédito demais para que ajam dessa forma. Até porque, o artista mais do que ninguém sabe que sua equipe, sua banda e seus produtores devem ser a sua cara.

Briga de egos entre produções, falta de respeito com jornalistas e fãs, são algumas das ações que acontecem nos bastidores, antes que as cortinas possam abrir e o show começar. Não estou e nem vou apontar esse ou aquele artista. Mas, são poucos que escapam dessa situação. Até porque, existem artistas que esbanjam simpatia, profissionalismo e caráter. São poucos, mas, ainda existem.

Quando o artista passa a ser referência para milhares de pessoas, ele precisa também estar preparado para lidar com todas as situações que essa responsabilidade vai lhe causar. Ele vai errar? Sim, vai. Mas, erros não podem ser justificados com a falta de respeito com seus fãs e nem com jornalistas e fotógrafos que estão lá, inclusive, para divulgar seu trabalho.

O mundo da música é muito lúdico, glamoroso, e em algumas situações, ostentação apenas. É preciso saber se comportar e ser artista não apenas diante das câmeras da grande mídia ou sobre o palco, diante do público. Mas, saber ser humano e artista, sendo responsável por suas ações, e de sua equipe, nos bastidores também.

Vale uma reflexão. Você realmente é fã daquilo que apenas vê diante das câmeras e em cima do palco? Ou realmente procura conhecer a essência do seu “ídolo” como homem, mulher e ser humano. Pense bem. Quem é meu ídolo? Olho apenas o que meus olhos permitem, ou procuro enxergar além da margem?

Depois de alguns anos na estrada, seja desempenhando a função de repórter ou como assessor de imprensa, já presenciei muitas cenas de bastidores. Hoje, entendo e compreendo a ausência de cor, brilho e luz na cortina que fica entre o público e o palco. Mas, quando o show começa, tudo ganha vida, aplausos e cores. Só que nada disso me ilude. Humildade, humildade e humildade, sempre, seja nos bastidores ou diante do público.

Diego Vivan
Diego Vivan
Assessor de Imprensa – Diego Vivan www.estrategicassessoria.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *