Dia Internacional da Mulher: Sertanejas comemoram consolidação em um gênero dominado até então por homens

Depois de Inezita Barroso e as Irmãs Galvão, na década de 1950, – antes, na década de 1940, Inhana, que formou dupla com o seu marido Cascatinha, foi a primeira mulher de destaque da música sertaneja – abrirem as portas para as mulheres em um gênero predominantemente “machista”, houve um grande hiato até aparecer outras talentosas interpretes e compositoras de destaques como Fátima Leão, Roberta Miranda, Sula Miranda e Paula Fernandes.

Desde então, a mulherada vem ganhando grande força e cada vez mais novas artistas tem se destacado. Maiara & Maraisa, Marília Mendonça, Simone & Simaria, Naiara Azevedo, Day & Lara e Bruna Viola, são algumas das mulheres desta nova safra que levantam a bandeira da música sertaneja e que tem ganhado destaque no mercado musical. Poderia citar aqui uma afinidade de cantoras talentosas, seja como solo, dupla, dupla mista, ou como trio.

Ainda assim, tive a ousadia de citar apenas algumas, que interpretam, compõem, tocam, e vão à luta todos os dias. Mas, existem dezenas de outras guerreiras que saem de casa, muitas vezes debaixo do conforto da família, para arregaçar as mangas e ir ao trabalho, nem que para isso o violão seja a única testemunha de inúmeras lágrimas e sorrisos.

CONSOLIDAÇÃO
Neste dia 08 de março em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, há sim muitas conquistas para celebrar, especialmente na música. 2016 foi o primeiro ano em que as mulheres do gênero mostram de fato a sua força e conseguiram colocar quatro músicas entre as dez mais executadas do país. Em um gênero amplamente dominado pelos homens, o sertanejo viu essa supremacia ser derrubada de forma avassaladora pelas mulheres.

Levando em consideração os últimos três anos, Paula Fernandes era, até então, a cantora de maior destaque neste cenário. Mas, ainda assim, sua maior projeção nas rádios foi em 2014, quando encerrou aquele ano na 25ª posição, com a regravação do sucesso “You’re still the one”, da cantora Shania Twain. A informação é da Connectmix – especializada em monitoração (audiência) de áudio.

Com canções românticas ou agitadas, mostrando a versatilidade feminina, Naiara Azevedo, Marília Mendonça e Maiara & Maraisa ganharam grande destaque nacional em 2016. O hit “50 reais” de Naiara Azevedo, foi ouvida 583.941 vezes nas rádios de todo o Brasil, o que coloca ela como a terceira música mais executada do ano. Marília Mendonça vem logo a seguir, em quarto lugar, com o sucesso “Infiel”, executada 552.502 vezes.

As gêmeas Maiara & Maraisa foram as únicas artistas a colocarem duas músicas no TOP 10. “Medo bobo” foi a quinta música mais tocadas em 2016, com 529.295 execuções. Em sétimo lugar, “10%” tocou 524.713 vezes. Também é importante ressaltar a evolução no ranking de outras mulheres. Paula Fernandes, com “Piração”, fechou o ano em 19ª lugar. Simone & Simaria ocuparam a 26ª posição com “Quando o mel é bom”, e a 31ª com “Meu violão e nosso cachorro”.

Assim como terminou o ano passado, as mulheres começam 2017 em destaque. Entre as dez músicas mais tocadas em 2016, quatro delas eram de mulheres (Naiara Azevedo, Marília Mendonça e Maiara & Maraisa com duas faixas). Em janeiro deste ano, elas seguiram com quatro canções no TOP 10. Com a música “Eu sei de cór”, de Marília Mendonça, a artista fechou o mês de janeiro na segunda posição, com 81.707 execuções.

Maiara & Maraisa com “Você faz falta aqui”, ficou na quarta posição, com 69.798 execuções. Lançada no início de janeiro, “Loka” de Simone & Simaria, tocou 60.277 vezes, ocupando a oitava posição. “50 reais”, de Naiara Azevedo part. Maiara & Maraisa foi a terceira música mais tocada no ano de 2016, e fecha o mês de janeiro em nono lugar, com 59.820 execuções.

Fevereiro é o mês do Carnaval, mas, quem dominou as paradas de sucesso nas rádios de todo o Brasil foi o sertanejo, com destaque para as mulheres. A música “Loka”, de Simone & Simaria, com participação da cantora Anitta, reinou absoluta como a música mais tocada, com 93.134 execuções. Marília Mendonça, com a faixa “Eu sei de cór”, ficou em terceiro. “Você faz falta aqui”, de Maiara & Maraisa, fechou em sexto lugar.

Todos esses números, que evidenciam e comprovam a presença das mulheres entre os principais artistas da música sertaneja, têm refletido em uma movimentada agenda de shows por todo o Brasil. Maiara & Maraisa, Marília Mendonça e Simone & Simaria, por exemplo, são presenças constantes nas principais casas de shows e eventos musicais pelo o país.

ROBERTA MIRANDA
Para deixar registrado esse importante momento das mulheres na música sertaneja e celebrar seus 30 anos de carreira da melhor maneira possível, Roberta Miranda sobe ao palco, nesta quarta-feira (08), no Espaço das Américas, em São Paulo/SP, para a gravação de um histórico DVD. Para dividir esse momento com ela, Roberta Miranda convidou Marília Mendonça, Sol Almeida, Maiara & Maraisa, Simone & Simaria e Naiara Azevedo.

Em março do ano passado, para celebrar o Dia Internacional da Mulher, Roberta Miranda divulgou um vídeo, no Youtube, homenageando as mulheres.

Homenagem as mulheres da música sertaneja – Roberta Miranda:

Diego Vivan
Diego Vivan
Assessor de Imprensa – Diego Vivan www.estrategicassessoria.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *